A Internet das Coisas bate à porta

Você já ouviu falar da Internet das Coisas? Ou da sigla IoT (Internet of Things)?

Pois então, prepare-se, ou, comece a imaginar!

Assim como nas últimas décadas o celular, a internet e depois o celular com internet mudaram nossas vidas, para os próximos anos é a tecnologia IoT quem promete dar continuidade a essa onda de inovações para o nosso dia a dia.

Por isso hoje vamos conhecer um pouco mais sobre o que espera por nós em termos de inovação e o que nós podemos esperar dela.

Do que trata a Internet das Coisas?

De forma resumida, trata-se de uma tecnologia que conecta objetos à internet. Mas os objetos nesse caso não são computadores, tablets ou smartphones.

A ideia de IoT é conectar à internet objetos como eletrodomésticos, equipamentos industriais, instalações residenciais, relógios, óculos, roupas e muitos outros.

Enfim, essas são as tais “coisas” que passarão a enviar e receber mensagens via internet, comunicando-se entre si e também conosco.

Com a utilização de sensores e outros dispositivos, a IoT pretende tornar possível que objetos e ambientes se autocontrolem, até mesmo com algum grau de autonomia, isto é, sem intervenção humana.

Como nos beneficiaremos dessa tecnologia?

Por ser uma tecnologia relativamente nova, ainda há muitas possibilidades a serem exploradas. Mas algumas delas já estão mais maduras.

Hoje, há aplicações de tecnologia IoT para finalidades como:

• Monitorar a própria saúde, com sensores que acompanham a pressão sanguínea, os batimentos cardíacos, os níveis de glicose e de saturação de oxigênio.

• Monitorar remotamente os eletrodomésticos da casa, facilitando o trabalho de assistência técnica.

• Monitorar as condições de uso do carro;

• Nas indústrias, máquinas “conversam” entre si, ajustando o ritmo da linha de produção;

• Também nas indústrias, monitora-se o recebimento de matérias-primas e a distribuição de produtos;

• No agronegócio, monitora-se o plantio e aplica-se uma irrigação inteligente, ajustada às condições climáticas.

• Etc.

O que é a casa inteligente?

Um dos pontos altos da Internet das Coisas é, sem dúvida, a chamada automação residencial, que traz consigo o conceito de CASA INTELIGENTE.

A tecnologia “embarcada” em uma casa inteligente permite que ela própria, a casa, execute tarefas como controlar a temperatura ambiente e a iluminação, acionar eletrodomésticos, monitorar o acesso das pessoas, monitorar o consumo de energia, etc.

Outro conceito que vai ganhando espaço é o da cidade inteligente, que traz soluções voltadas para a mobilidade, a acessibilidade, a segurança pública, a limpeza urbana, a preocupação ambiental e a sustentabilidade.

Eu quero uma casa no app

Imagine uma casa, a sua, trabalhando para você, ajudando-o a obter economia, conforto e segurança. E tudo isso disponível na palma da mão, dentro de um aplicativo de celular.

ARTIGOS